domingo, 14 de fevereiro de 2010

O Castelo do Papa

(Vista nocturna do Castelo Sant' Angelo)

Começou por ser um Mausoléu, mandado construir pelo imperador Adriano, em 139. Aí foi sepultado, tal como outros imperadores romanos, que ainda aí têm as suas cinzas. Entretanto, as necessidades militares de defesa da cidade de Roma levam à sua inclusão nas muralhas Aurelianas.


(Maquete do Mausoléu de Adriano)

Mas só ganha o seu nome actual de Castelo Sant' Angelo no século VI. Segundo a lenda, grassava na altura uma terrível peste em Roma, que já tinha vitimado muitos romanos. Em desespero, começam a ser feitas procissões na zona onde hoje se situa o Vaticano. É então que o Papa Gregório Magno afirma ter uma visão, o arcanjo S. Miguel sobre o antigo mausoléu, que passa a ser conhecido pelo Castelo do Anjo. Desde essa altura, serviu de residência, refúgio ou fortificação aos Papas.


(Estátua do Arcanjo S. Miguel no topo do castelo)

Pode chegar-se ao Castelo de várias formas, mas a mais espectacular é, sem dúvida, caminhar pela Ponte Sant'Angelo, sobre o rio Tibre, uma ponte hoje pedonal bordejada pelos belíssimos anjos de Bernini. 


(A Ponte Sant'Angelo)

A subida do Castelo faz-se por uma rampa larga, em espiral, para que os cavalos a pudessem subir rapidamente e este é um dos aspectos mais originais deste castelo. 
(Um dos anjos que acompanham a Ponte)

O Castelo, hoje, funciona como um museu sobre a própria história do castelo. Os aposentos papais são muito bonitos, ornamentados com belos frescos, e o Pátio de Honra mostra vestígios da sua função militar, como balas de canhão. 

(Vista sobre o Pátio de Honra)

No topo do castelo, o terraço é encimado pelo gigantesco arcanjo S. Miguel, uma estátua feita no século XVIII por um escultor flamengo, sobre um desenho de Bernini. Daí se avista também il passetto, uma passagem disfarçada, que unia o Castelo à Basílica de S. Pedro, e que podia fornecer uma via de fuga para o papa, em caso de necessidade.
(Vista sobre il Passetto)

Mas a melhor ornamentação do terraço é a própria vista sobre a cidade de Roma: o rio Tibre, os telhados de Roma, a cúpula de S. Pedro, os pináculos das inúmeras igrejas de Roma, rodeiam o Castelo e proporcionam um cenário inesquecível.
(Vista sobre Roma dos terraços do Castelo Sant' Angelo)

Curiosidade: A planta circular deste edifício influenciou a construção do Forte do Bugio, em Portugal, e do Forte de S. Marcelo, no Brasil. 


(Fotografias de Teresa e Fernando Ferreira)

Um passeio pelo Vale do Varosa

O Mosteiro de São João de Tarouca O rio Varosa é um afluente da margem esquerda do rio Douro, que nasce na Serra de Leomil e desagua ...