domingo, 7 de junho de 2015

Pegadas portuguesas no mundo


Cisterna de Mazagão (El-Jadida)
Neste dia 7 de Junho comemora-se mais um aniversário do Tratado de Tordesilhas que, no já longínquo ano de 1494, dividia o mundo conhecido mais o que haveria para descobrir, em duas metades: uma para Espanha, outra para Portugal. Na metade portuguesa ficou toda a África, parte do Brasil, uma grande parte da Ásia (até algum ponto, mal definido durante muito tempo!).
A partir daí, a história é mais ou menos conhecida. Espalhamo-nos por todos os continentes, procurando aventura e conhecimento, mas principalmente produtos para comerciar. Misturamo-nos com os nativos das diversas regiões, criámos muitas mestiçagens. Também criámos um império que tardou em perceber que o mundo tinha mudado.
Entre as mestiçagens de que fomos protagonistas, quero destacar a mestiçagem cultural, de que o Brasil é, provavelmente, o melhor exemplo. Por todo o lado, deixámos palavras, modos de viver, toponímia, construções, muitas vezes inovadoras nas suas técnicas construtivas e nos materiais utilizados. 


Forte da Aguada, Goa Velha

Quem se lembra daquele concurso As 7 Maravilhas Portuguesas no Mundo? O anúncio original dizia, com alguma graça, que, se os portugueses tivessem ido à Lua, não teriam deixado apenas pegadas. Independentemente das considerações morais ou éticas que possamos fazer sobre o estabelecimento do império português, temos uma herança a manter, a valorizar, e de que nos devemos orgulhar. O que têm em comum a velha Goa, a fortaleza de El-Jadida e a cidade de Ouro Preto? Todas elas foram construídas pelos portugueses. Todas elas são Património da Humanidade, reconhecido pela UNESCO.
A lista do Património Mundial de Origem Portuguesa, reconhecido pela UNESCO, é imensa. São 962 bens, localizados em três continentes, África, Ásia e América. Estes bens estão dispersos por 153 Estados, estando 745 bens classificados como culturais, 188 como naturais e 29 mistos. Da lista total de 962, foram selecionados pela sua excelência e bom estado de conservação 11 bens patrimoniais que são testemunho da presença portuguesa no mundo. Podem ser consultados no site da Direção Geral do Património Cultural.
Não conheço a maioria destas maravilhas, mas tenho pena. Para quem gosta de viajar, como eu, talvez seja um bom objectivo para os próximos anos!


Igreja de S. Francisco, em São Salvador da Baía


(Imagens retiradas da net)

Um passeio pelo Vale do Varosa

O Mosteiro de São João de Tarouca O rio Varosa é um afluente da margem esquerda do rio Douro, que nasce na Serra de Leomil e desagua ...